segunda-feira, 19 de setembro de 2011

As versões do tempo



Então ela acordou com setenta anos, viveu bem, viveu quase tudo que alguém poderia ter vivido, cada ruga e parte de seu corpo podia testemunhar sua vida.
Parece que foi ontem, mas amanheceu com seus 70 anos e apesar de tanto tempo no calendário, de tantas horas, dias, meses, anos no tempo cronológico, ela se sente uma menina no seu tempo interno, aquele tempo que cada um carrega na cabeça. Para ela passou, mas permanece com seus 15 anos nas expectativas que tem pra vida, tem sonhos, quer viver amores, quer conhecer lugares, que rever e fazer novos amigos. É uma menina de 70 anos e nem parece que passou, parece que foi ontem que tudo começou.


Solta o som!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, é importante pra Ovelha Negra sua visita, registre seu passeio aqui:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...